terça-feira, 5 de abril de 2016

O mês em que completas três anos de vida

Vais fazer três anos e eu não sei se estou mais que nostálgica ou mais que orgulhosa. Foram três anos intensos, ensinei-te muito, mas tu ensinaste-me muito mais e por isso, serei-te eternamente grata. Foste o melhor que a vida me deu, és sem dúvida o melhor de mim. Admito que nem sempre foi assim, nem sempre fui louca por ti, muitas vezes tive momentos de loucura, de desespero em que quis a minha vida de volta, pensamentos dos quais me arrependo, mas que aconteceram. Foste um bebé difícil, um bebé que chorava (berrava) horas seguidas e que só me dava descanso no pouco tempo que dormia. A partir dos 6 meses começaste a mudar e hoje és uma criança que não faz birras, que compreende, que ajuda, que gosta de ajudar e que só chora quando se magoa. És um menino feliz, meiguinho, traquina, inteligente. És o menino que me observa enquanto me visto e no fim me diz "Mamã estás linda", e podia ser algo que te ensinaram a dizer, mas não, é algo que sai de dentro do mais puro que há em ti. Não é por seres meu filho, mas vejo-te como uma criança iluminada, especial, com magia e eu sei que não é só amor de mãe a falar, porque noto isso nos olhos de todos os que te rodeiam e dos que te vão conhecendo. Estou orgulhosa demais pelo menino em que te estás a tornar e espero que continues assim com esse brilho que te caracteriza e que te faz ser quem és.
Os teus três anos vão ser diferentes. Vais pela primeira vez para a escolinha, acho que está na hora. Foi bom estares com as avós e com a mãe, foi bom que a doença mais grave que tenhas tido até agora tenha sido uma constipação, foi bom não ter que te colocar com estranhos ainda bebé, foi bom não ter perdido nada das tuas primeiras conquistas.  Mas agora está na hora de teres experiências só tuas, de fazeres amigos, de ires conhecer um pouco mais do mundo. Admito que tenho medo de como vais reagir apesar de saber que és desenrascado e sociável e tenho medo de todas as doenças que não vieram antes e que inevitavelmente virão agora.
Vai ser também o ano em que deixarás de ser filho e neto único. Não te vou mentir, os primeiros tempos não vão ser fáceis nem para ti, nem para nós. E peço desde já que me perdoes por todas as vezes que não for justa para ti, mas prometo que passará e que te recompensarei. No fim vais agradecer e perceber que o melhor que te poderia ter dado na vida eram irmãos.

Amo-te com todo o meu ser, meu pequenino

8 comentários:

  1. aii....pronto...caiu a lágrima!!!! ^_^

    ResponderEliminar
  2. Que lindo! :) O teu filhote deve ser um menino lindo mesmo. (Como é que já passaram 3 anos??)

    ResponderEliminar
  3. Sem dúvida que ser mãe nos muda por completo. Agosto passou a ser o "meu mês" :)

    ResponderEliminar
  4. Se for como a Moazinha vai adorar a escolinha, vais ver!

    ResponderEliminar
  5. O texto está lindíssimo! Por aqui também pensamos colocar a Pimentinha na escolinha quando ela fizer 3 anos. Quando chegar a altura, também me vai custar mas tem de ser, acho que lhes faz falta socializar e crescerem de outra forma.
    Muitos parabéns para o teu baby boy, está a ficar um homem :)

    Beijinhos

    p.s.Estas fotos estão fantásticas, como sempre nos habituaste. parabéns pelo jeito!

    ResponderEliminar