sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Primeira gravidez vs Segunda gravidez

Primeira Gravidez
Um rapaz. Hormonas incontroláveis no 1º trimestre. Acne. Alergia à aliança. Enjoos no segundo trimestre. Muitos sustos com as análises de rotina. Contrações às 25 semanas. Repouso até às 30. Engordei 20 kg. Comecei a preparar o enxoval às 12 semanas. Tinha o quarto pronto às 25. Paranóica com a alimentação. Muitas ansiedades e medos. Insónias a partir das 35 semanas. Sem estrias.  Azia no terceiro trimestre. Preocupações com o baixo peso do bebé. Mal sentia o bebé. Passei o final da gravidez a caminho do hospital porque não o sentia. O tempo parecia que não passava. Nasceu às 39 semanas. Rebentaram-me as águas. 8h de trabalho de parto. Parto normal. Pós parto  muito difícil psicologicamente e fisicamente.

Segunda Gravidez
Um rapaz e uma rapariga. Passei o 1º trimestre a chorar devido às hormonas e muito mais. Paralesia facial direita durante 1 semana. Acne. Vários desejos. Enjoos esporádicos. Contrações às 17 semanas que passaram rapidamente. Baixa médica a partir das 25 semanas, não por ter queixas, mas por ser uma gravidez gemelar. Sem estrias. Engordei 12 kg. Comecei a preparar o enxoval às 26 semanas. Ainda não têm quarto. Descontraída com a alimentação. Algumas ansiedades e medos. Insónias a partir das 30 semanas. Não tive azia. Cansaço extremo. Sentia mais o rapaz que a rapariga. Gravidez muito mais tranquila em todos os aspetos (a partir do 2º trimestre). O tempo voou. Nasceram às 37 semanas. Parto induzido. Trabalho de parto tão rápido que não sei precisar o tempo certo.  Parto normal. Pós parto  maravilhoso.

Lendo o que acabei de escrever e apesar de uma forma geral considerar que esta gravidez foi melhor que a outra, a verdade é que não nasci para estar grávida. Sem dúvida que a melhor parte da gravidez será sempre o momento em que temos o nosso bebé connosco e sinceramente é  um alívio pensar que não tenho que engravidar novamente. Sinto que tenho a minha família completa e essa é  a melhor sensação do mundo.

7 comentários:

  1. Adoro ter filhos, mas não gostei particularmente de estar grávida!

    ResponderEliminar
  2. De facto, uma gravidez gemelar impecável!
    Assim até parece fácil!
    Felicidades para a vossa família linda!
    Cláudia F.

    ResponderEliminar
  3. Bem verdade que não há gravidezes nem partos iguais. Mas como dizes agora tens a tua família completa e que sejam sempre muito felizes!

    ResponderEliminar
  4. A minha primeira gravidez foi uma calma em todos os sentidos. Trabalhei até à véspera e só me posso queixar de azia e pés inchados na reta final. Não soube o que era enjoos e insónias. Temo que numa segunda experiência, não seja tão pacífico. A ver vamos.

    ResponderEliminar
  5. queria tanto ter tido partos normais!!

    ResponderEliminar
  6. Compreendo o comentário final :) Apesar de a minha gravidez estar a ser mais ou menos pacífica, também não fui feita para estar grávida...
    É um meio para um fim! Cá estou eu na espera :) beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Fiquei "chocada" com o facto de teres engordado pouco mais de metade na gravidez dos gémeos, em relação à do T.!
    Tal como já disseram, esta é que foi uma gravidez maravilhosa! Queira Deus que quando eu um dia engravidar corra assim tão bem!

    ResponderEliminar