segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Quatro meses


Eles
Até aos três meses não davam pela presença um do outro, se davam, não queriam saber. Neste momento, começam finalmente a interagir e é tão bom assistir. Fico derretida com os olhares, com os sorrisos e com sons que trocam. Os gémeos podem dar trabalho, mas tudo vale a pena para poder presenciar o nascer e o desenvolvimento desta relação. Sinto-me abençoada por ser vossa mãe.

Ela
És uma bem disposta durante o dia. Durante a noite andas chatinha, pensamos que já te sentes apertada na alcofa. Hoje vais passar a dormir no berço. Já te viras sozinha. Tens muito energia. Por este andar ainda o teu irmão está a aprender a sentar-se e tu já vais estar a gatinhar. Reclamas muito, gritas mesmo.

Ele 
És um pesadelo para adormecer. Choras, choras, choras. Mas depois de adormeceres és um descanso, dormes muitas horas seguidas. Se dependesse de ti já estaríamos a dormir noites completas. A tua irmã ensinou-te a gritar, pelo que neste momento não há silencio nesta casa.

2 comentários: