segunda-feira, 29 de maio de 2017

A caminho de 9 meses desta aventura chamada gémeos

O tempo que fazem parte dos nossos dias é o mesmo que passaram na minha barriga. O tempo foge-me e apesar terem existido dias longos, os meses têm voado. E sem que desse conta chegaram à fase realmente gira, aquela altura em que há novidades e conquistas todos os dias. No fundo sei que é uma sensação que só quem é mãe de gémeos reconhece, mas não me canso de dizer que apesar de haver momentos que me levam à exaustão, sei que tenho imensa sorte em os ter na minha vida. Em ter sido escolhida para ser mãe de dois de uma vez. 


Continuam a não dormir noites completas, tirando uma ou outra noite excepcional. De facto, em três, não me calhou um bebé que fosse um grande dorminhoco. Tenho filhos cheios de vida e vontade de aprender, que acham que dormir é uma perda de tempo. De qualquer maneira, os dois deixam-me descansar muito mais do que o T. deixou e por isso já tenho que agradecer.

Ela é uma grande desenrascada, já se põe em pé sozinha e gatinha por todo lado a velocidades alucinantes. Já desarruma tudo e mexe no que não deve.  O irmão fica frustrado e grita porque não a consegue acompanhar. Ele ainda não sai do mesmo sitio, apesar de por vezes rastejar para trás, a sua especialidade é ficar no mesmo sitio em movimentos circulares. Qual pião...


O M. até aqui parecia-me o mais calmo, de momento estou a mudar de opinião. Tem um feitio peculiar e não gosta de todo de ser contrariado ou ficar para segundo. Ele pode não ter fome, mas se dou comer à irmã, grita até lhe dar a ele.

Ela é mais comprida. Ele é mais gordinho. O M. estranha muito as pessoas, a L. está cada vez mais descarada. Ela tem os dois dentes de baixo, ele continua com aquele sorriso rasgado maravilhoso e desdentado. Ele já bate palminhas, ela tem imenso para explorar, ficar parada a bater palminhas não é a sua prioridade.



Gémeos. Dois seres que nasceram no mesmo dia com 8 minutos de diferença. O mesmo signo. A mesma mãe. O mesmo pai. O mesmo irmão. As mesmas rotinas. As mesmas vivências. Gémeos. Dois seres tão diferentes. Tão opostos. 

Tão desafiador. Tão mágico.

6 comentários:

  1. coisas boas da tia <3 tenho saudades de todos

    ResponderEliminar
  2. Maravilhosa descrição! Parabéns!

    ResponderEliminar
  3. Tão giro. De facto todos os filhos são diferentes!

    ResponderEliminar
  4. Bem... como o tempo voa! Eu sei que é cliché, mas não deixa de ser uma grande verdade. O tempo passa tão depressa e eles já estão tão crescidos! Lembro-me como se tivesse sido ontem do post em que anunciaste que os gémeos já tinham nascido... E tenho que dizer, adoro acompanhar a evolução deles (e do T. também, apesar de só ter chegado aqui já nesta fase "gémeos"). Espero poder acompanhar muito mais... ;)

    ResponderEliminar
  5. Ser mãe é uma aventura. Ser mãe em dose dupla de uma só vez então nem se fala. és uma heroína, acredito que haja dias de cansaço puro. Mas parece que foste feita para ser mãe de 3 e dois deles ao mesmo tempo!

    ResponderEliminar